quarta-feira, 15 de abril de 2009

Two

Sim, é possível um belo recomeço
virar tudo do avesso 
do eixo
do eu
do oco
roer o osso
lamber os beiços beijos becos
ser bom a beça
viver no precipício isso isso isso
quem gosta de abismo
tem que ter asas

Sim, tudo novo de novo em folha zero zerinho. olhar o seu olhar e me ver. reflexo convexo de fluxo. eu sempre sempre sempre aqui. entre a prateleira. cinema europeu e drama. tesão. balcão e chão. chave e geladeira. filho precipício do início. ladeira a baixo. alma lavada. e eu sempre sempre sempre aqui. entre a geladeira. realidade e ficção. paixão. pia e colchão. amor e fila do pão. eu sempre sempre sempre lado a lado. contra a parede, contra a corrente, contra a maré. cavalo alado. infinito infiltrado. você como meu amado. sempre sempre sempre. de novo.
 




2 comentários:

Gerente Sommelier disse...

Gostei. Musical. Se eu tivesse ânimo para canção ainda, musicaria.

aventurasavela disse...

Lindo, adoro sua visão e como relata.